Os satélites Orihime/Hikoboshi permanecem em órbita com a luz do sol


Foto com permissão da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA)

Desde o satélite Ume de 1976 até os primeiros satélites de acoplamento do mundo, Orihime e Hikoboshi, células solares Sharp foram instalados em satélites japoneses como fonte de energia que mantém seu funcionamento mesmo sob as condições adversas do espaço. Com a tecnologia superior da única fabricante japonesa certificada pela Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA), os sistemas de células solares instalados nestes satélites têm excelente desempenho, livre de problemas.